Portal de Meio Ambiente (PMA) Brasil - Natal,Rn - Campus UFRN

2009.2 – Rio Potengi (com o projeto Chama-Maré)

Divulgado em: 09/01/2012

O nome Potengi foi dado pelos índios potiguares, apelidados de “comedores de camarão”, que viviam em uma grande aldeia à sua margem esquerda. Em tupi, Poti-gí, rio dos camarões. (CASCUDO, Câmara.Nomes da Terra, pag 117).

 

Devido ao seu leito e extensão, foi denominado Rio Grande pelos primeiros colonizadores dando assim origem ao nome da então Capitania do Rio Grande.

 

O Principal rio do estado nasce numa região serrana a 500 metros de altitude próximo ao município de Cerro Corá. O Potengi tem uma extensão total de 176 km perfazendo uma bacia hidrográfica com superfície de 3.180km². O curso do Rio Potengi se divide em três seções distintas: O alto do Potengi, que vai das nascentes até as proximidades da cidade de Barcelona. O médio curso, entre a cidade de Barcelona ate proximidades de São Gonçalo do Amarante. O baixo curso que compreende os 19 km restantes do curso fluvial, desses, os últimos 10 km estão sujeitos à entrada de maré.

 

Hoje, o rio que viu a cidade crescer e deu nome ao estado, sofre com o crescimento urbano desordenado, juntamente com as atividades industriais nas suas margens intensificando assim a poluição por esgoto in natura e outros tipos de dejetos. O desmatamento do mangue também é um agravante, pois além de ser fonte de renda dos ribeirinhos também é um berçário da maioria das espécies marinhas.

 

Projeto Chama-Maré

 

“O Rio Potengi nasce na Serra de Santana e de sua nascente até a foz percorre uma distância de 176 km, passando por oito municípios: Cerro Corá, São Tomé, Barcelona, São Paulo do Potengi, São Pedro, Ielmo Marinho, São Gonçalo do Amarante e Natal. Em Natal, junta-se a outros rios, o Jundiaí, o Golandim e o rio Doce, formando o estuário do Potengi.”

 

Assim começa a aula passeio no barco escola Chama-Maré, um projeto do Governo do Estado do Rio Grande do Norte e que faz parte do Programa de Preservação e Conservação da Natureza do Estado do Rio Grande do Norte – PROECO, através do Programa Potengi Vivo. A iniciativa conta com uma equipe a bordo composta de três professores das disciplinas de biologia, história e geografia.

 

Numa visão multidisciplinar, vários temas são discutidos durante o passeio, como questões ambientais, poluição do Potengi, mangues, turismo, colonização de Natal, verticalização, atividades de pesca, análise das comunidades banhadas pelo rio, praia da Redinha, Ponte Newton Navarro, Porto de Natal etc.

 

Para participar das aulas / passeio é preciso fazer um agendamento prévio junto à Secretaria Executiva do Projeto Barco-escola Chama-maré, pelo telefone 3206-2439.

 

Fonte: Portal do IDEMA e Iate Clube do Natal

Share Button

    DMA Comunica

    contorno1

    Sembragires

    Banner Parque da Cidade
    Sembragires

     

    IAGCA-USP

    MAST

     

    Astronomia no Zênite

    Programas da DMA

     

     

    contorno1

    contorno1

    Banner NUPECS

     


    Dicas de páginas

    Espaço Amazônia

      Washington Novaes