Portal de Meio Ambiente (PMA) Brasil - Natal,Rn - Campus UFRN

Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte lança novos projetos na Semana do Meio Ambiente

Divulgado em: 01/06/2018

O Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte vai lançar três novos projetos no próximo dia 5 de junho, data em que comemoramos o Dia Mundial do Meio Ambiente e que se inicia a Semana do Meio Ambiente, promovida pela Prefeitura de Natal. Os novos projetos são: “A Trilha da Vida”, o “Relógio Solar” e a “Mostra Fotográfica Dom Nivaldo Monte – Centenário”, uma exposição com frases do ex-arcebispo, que é patrono do Parque da Cidade e homenageado no ano do seu centenário de nascimento.

 

A Mostra Fotográfica Dom Nivaldo Monte – Centenário foi montada com fotos feitas por funcionários do Parque da Cidade e da Guarda Ambiental e frases pinçadas dos livros “Minha Cidade, Natal, e Eu” e “Fome!  Por Que?”, escritos pelo religioso e que retratam a sua ligação com a natureza e a defesa do meio ambiente. “A mostra traz a sabedoria do Arcebispo Emérito de Natal, associada à beleza da biodiversidade da Mata Atlântica existente no Parque da Cidade. Através dos painéis fotográficos da exposição, que representam um olhar cuidadoso de vários funcionários da Unidade de Conservação, pode-se também conhecer melhor a visão ambiental e humanista de Dom Nivaldo Monte, patrono do Parque da Cidade”, explica o engenheiro Fernando Medeiros, organizador da Mostra. Todas as imagens foram feitas dentro dos limites do Parque da Cidade.

 

Outro projeto que será aberto ao público e grupos agendados a partir de terça-feira, 5 de junho, é o relógio solar ou “Relógio de Sol Equatorial”. Um instrumento de origem muito antiga que informa as horas quando iluminado pelos raios solares. A hora marcada nos relógios solares difere um pouco daquela informada nos relógios comuns porque usamos um sistema de contagem de tempo baseado num corpo fictício chamado Sol Médio, que nasce sempre às 6h da manhã e se põe às 6h da tarde, passando pelo ponto mais alto do céu sempre ao meio-dia. O Relógio Soar foi construído por funcionários do Parque da Cidade, com a orientação de José Roberto de Vasconcelos Costa, Mestre em Ensino de Ciências Naturais e Bacharel em Sistemas de Informação pela USP.

 

DSCF4740-min

A “Trilha da Vida” permitirá ao visitante fazer uma viagem no tempo, enquanto vai conhecendo a história da vida na terra, do passado distante, quando surgiram os primeiros seres vivos, até a biodiversidade atual. São 18 placas instaladas ao longo da trilha pavimentada, contendo informações que convidam o visitante a dar o passo seguinte e cada passo será como avançar 700 mil anos no tempo. O visitante vai obter informações, por exemplo, que plantas e animais que vemos hoje não existiam no passado distante, mas são descendentes dos que viveram antes e, também, como nasceu o nosso planeta, entre outros assuntos ligados ao tema. A caminhada começa com o aparecimento dos primeiros organismos pluricelulares, há 635 milhões de anos, um período conhecido como Ediacarano. A Trilha da Vida estará aberta aos visitantes que caminham frequentemente no Parque da Cidade e aos grupos previamente agendados pelo telefone 3232-3207. “A Trilha da Vida será muito útil para estudantes e pessoas interessadas em saber como a vida no nosso planeta teve início e como tem sido a evolução das espécies. Ela foi montada de uma forma que o caminhante possa acompanhar tudo, tanto se entrar pela Avenida Omar O`Grady, como pela Cidade Nova”, comenta o gestor do Parque da Cidade, Carlos da Hora.

 

Projetos de Recuperação de Áreas Degradadas

 

Neste primeiro semestre de 2018, o Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte lançou cinco importantes projetos relacionados ao à natureza, à vida dos seres. Além dos dois citados acima, no mês de março deu-se início ao Projeto de Recuperação de Áreas Degradadas do Parque da Cidade e da ZPA-01. O projeto teve continuidade em datas comemorativas como o Dia do Pau-Brasil, Dia da Biodiversidade e Dia Internacional da Mata Atlântica com o plantio de mudas de espécies da Mata Atlântica. O projeto prevê que sejam plantadas duas mil mudas de várias espécies da Mata Atlântica até 2019 e quinze mil mudas nos próximos cinco anos. Somente da espécie Pau-Brasil, árvore símbolo do nosso país, serão plantadas mil mudas até o próximo ano, todas produzidas no Centro de Produção de Mudas/Horto do Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte que foi inaugurado no ano passado.

 

 

Fonte: Assessoria de Imprensa do Parque da Cidade - Vilma Lúcia  9982-7418/8719-0778

Para outras informações sobre o Parque da Cidade ou agendamento de visitas, ligue 3232-3074/3207

Fotos: Arquivo/Parque da Cidade

Share Button


Todas as notícias.

    DMA Comunica

    contorno1

    Sembragires

    Banner Parque da Cidade
    Sembragires

     

    IAGCA-USP

    MAST

     

    Astronomia no Zênite

    Programas da DMA

     

     

    contorno1

    contorno1

    Banner NUPECS

     


    Dicas de páginas

    Espaço Amazônia

      Washington Novaes